Consequências sociais e pretextos que o COVID-19 traz [Portuguese]

in #newslast year (edited)

O virus Corona (Sars-Cov2) tomou a humanidade de assalto. Supostamente evoluindo do Sars-Cov1 (Syndrome de respiração agravado) que apareceu por volta de 2003.
Não vou falar de como se deve ou não comportar nesta situação.

Se quiser espreitar algumas das directivas oficiais e passado técnico desta doença aqui está alguma informação inicial:
https://emcrit.org/ibcc/COVID19/

A taxa de mortalidade deste virus nos EUA estava a a volta de 0.04% no inicio de Março, enquanto no máximo a 0.1/0.2% em alguns países do mundo, enquanto parece só afectar alguns países.
Esta é uma percentagem que equivale a cerca de 0.5% (até agora) de qualquer causa de morte (acidente, overdoses, etc) .

https://www.justfactsdaily.com/vital-facts-about-covid-19/

Vou tentar destacar algumas das consequências sociais, pretextos e condicionamento social que traz à humanidade que já são obvios de ocorrer ou já ocorreram.
Escrevo isto na perspectiva de um português.

Isto é um acontecimento sem precedentes e introduz medidas que muitos de nós nunca viram nas nossas vidas, lembrando Portugal quando a ditadura foi instalada, houve um surto de tuberculose e outra doença infeciosa espalhando-se pelo país.

- Distanciamento social

Pessoas a interagir em geral devem estar afastados mais de 2 metros uns dos outros.

- Divisão das pessoas

Além do distanciamento social que emerge com este virus, cria uma divisão entre as pessoas que se preocupam com o contágio e aquelas que não.
Também cria uma divisão entre países, aqueles que estão a tomar medidas e aqueles que não estão.

- Refugiados, "migrantes" e controlo de fronteiras

Introduz o pretexto de um controlo de fronteiras mais restricto, refugiados e migrantes não têm opção senão ficar retidos.
Imigrantes noutros países também estão a ter a sua situação revista pelos serviços de imigração.
Viagens entre países pararam na maior parte ou foram perturbadas.

- Confinamento obrigatório

Como um meio para prevenir a doença de se espalhar esperando que reduza a velocidade de contaminação.
Pessoas a desrespeitar isto estão a ser avisadas, multadas, humilhadas e até espancadas.
Algumas pessoas vão tão longe como mandar o lixo pela janela para não terem que sair a rua.

- Desemprego tecnológico (forçado)

As pessoas encontram-se de um dia para o outro sem trabalho, com a maior parte sem hipotese de voltar para o mesmo empregador.
Injecção de dinheiro dos bancos e estados mundiais para centros de emprego, trabalho online, aplicações, redes que possam ajudar a trabalhar a partir de casa ou remotamente.
Injecção de dinhero estatal para pagar a empregados para ficar em casa.
Injecção de dinheiro para automação com prioridade para serviços e entregas online.
Isto terá consequências que irão criar mudanças significativas na economia mundial.

- Acções e economia mundial a colapsar

A economia mundial já não estava em bom estado e este "surto" causou uma venda em massa causado pelo pânico enquanto o mundo pára numa escala que nunca foi vista para a maior parte das pessoas.
Cryptomoedas, com a primeira e mais usada, Bitcoin também a terem uma grande descida.
O barril de petroleo também desceu tão baixo como 25€, enquanto o preço do produto final continua sem refletir esta descida.
As poucas acções que resistiram as primeiras pressões negativas foram farmacêuticas e empresas bio-quimicas.

- Fim do dinheiro físico

O pretexto surgiu, com o contacto fisico e a troca de mãos do dinheiro aumentar o risco de contágio.

- Rendimento Básico Universal (apesar de não universal e não incondicional)

Alguns países mencionaram rapidamente acerca de um fundo de alivio para pagar aos seus cidadãos independentemente de estarem ou não empregados ou doentes, para minimizar saídas a rua para toda as pessoas. Isto ainda está por se realizar, uma vez que as prioridades são empresas, bancos, economias e não as pessoas.

- Aumento de exposição ao wifi

Durante este período de "emergência" toda a gente está a ficar em casa, as pessoas e as suas crianças estão muito mais na internet também com os dispositivos estando muito mais perto uns dos outros do que em tempos "normais", expondo-se eles próprios e os seus vizinhos a uma exposição prolongada às frequências wifi, conhecidas por causar danos ao ser humano (e animais).
Governos também rapidamente fizeram parcerias com empresas de telecomunicações para oferecerem trafego em dados movéis aos seus cidadãos (ou clientes já subscritos) para que tenham acesso à internet em todo o lado.

- Instalação do 5G (actualização de redes moveis e wifi)

Já houve relatos em vários países que as empresas de telecomunicações andam em carrinhas a instalar células de 5G em escolas, espaços públicos e até areas rurais enquanto as pessoas estão em confinamento obrigatório.
Muitas pessoas estão contra a instalação de mas células wifi especialmente nas escolas, lembrando que a internet não foi criada baseada no transporte de dados pelo ar apesar de que pode ser muito mais barato para os governos fazerem-no assim.

https://steempeak.com/news/@clarityofsignal/us-government-rolls-out-secure-5g-and-beyond-act-of-2020-in-middle-of-coronavirus-public-lockdown-installation-of-5g-antennas-at

- Aumento do controlo de redes de informação.

Alguns países afirmaram que estão a considerar usar a localização geográfica do telemovel para controlar pessoas infectadas pelo COVID-19 e o movimento da população.

- Controlo da internet e neutralidade

Existe um pretexto para uma internet mas controlada com censura a ser aplicada a quem está a falar contra as medidas aplicadas pelos governos, isto já era uma realidade para alguns países mas introduz o pretexto para um controlo mais restrito com o argumento da segurança.
Especula-se que a velocidade e neutralidade de acesso possa também introduzir novas ou diferentes taxas para cada serviço conforme os serviços ficam sobrecarregados, podemos ter falhas ou cortes temporarios.

https://peakd.com/politics/@ura-soul/the-us-earn-it-act-pressures-for-an-end-to-online-encyrption-in-the-name-of-child-safety-it-looks-to-be-just-another-power-grab

- Vacinas / Medicina convencional

Introdução do discurso para uma possivel vacina para curar o COVID como uma questão de saúde mundial.

- Estado de emergência / lei marcial

Estado de emergência foi declarado praticamente em todo o mundo, deslocações limitadas, militares activados, multas e prisão aplicada a quem não respeita o confinamento obrigatório com milhares já detidos no mundo inteiro.

- Drones / Robots

Uso de drones para monitorização da população, patrulhamento de ruas e pessoas que estejam a quebrar a quarentena obrigatória.

- Escassez nos supermercados

Os supermercados têm tido alguma escassez de bens devido a compras em massa pelas pessoas que conseguem acumular, enquanto pessoas com menos dinheiro ainda têm que fazer compras mais frequentemente.
Esta escassez são mais devido à velocidade de consumo que a falta de comida ou entrega enquanto alguns também estão a rodar ou a por de quarentena os seus empregados como uma medida de precaução e não conseguem repor nas parteleiras.
Os preços da comida e bens de primeira necessidade mantêm-se iguais.

- Crime e prisões

Algumas forças de policia em alguns países começaram a virar as costas a alguns roubos e crimes pequenos ou deixando os detidos sairem em liberdade.
Alguns prisioneiros (fim de pena, etc) também estão a ser libertos enquanto outros manifestam-se por melhores condições de saúde.

- Protestos

Numa altura em que muitos países (França, Iraque, Hong Kong, Líbano e muitos outros) estavam a protestar contra os seus governos agora pararam enquanto os eventos com grandes aglomerados são proibidos na generalidade.
A China onde o vírus supostamente surgiu parece estar a chegar a um limite:

Cada vez mais parece que este evento provacará mudança mundial.
Mantenham-se seguros e saudaveis.