The public's influence on entertainment productions.

in GEMSlast month

This publication was also written in SPANISH and PORTUGUESE.

CQ

In one way or another, over the years and within the universe of what is considered to be one of the most efficient options when it comes to entertainment, productions that reach the public are influenced by what they judge. Whether in movies, plays, TV series, paintings, books or photographs... Public opinion has always been important, but never as popular as it is today.

After the creation, popularization and democratization of the internet, all types of content created end up having to be "approved" by the massive population to become a great success. In the past, everything was launched in a more independent way and without counting the public opinion in a more firm way. However, over the years, all directions have changed and paying attention to what the public wants is the key factor.

Today, the public's willpower and organization to put pressure on what they want is so strong that it is capable of changing all plans for a project that is already complete. A massive public organization can acclaim or destroy a project in a matter of hours and this has become increasingly popular. There is a good side and a bad side in this matter because now the public is the one who deals the cards... But sometimes, these cards are also very wrong.

If on the one hand the public has the power to decide what they want to see, the consensus between them is just an illusion. So, the downside arises when a majority imposes itself badly on what they want regardless of what others want. While there is greater freedom to influence the fate of many projects, there is an issue of collectivity that is not as respected as it should be.

The public power is strong. Whether for good or for bad... People's opinion has never been more important and as essential as it is now. They decide the future of entertainment in any and all directions, and anyone who does not conform to the "rules" of what this audience creates and defines as "must", is out of the game in a heartbeat. It is a false sensation and idea of ​​cultural democratization that does not exist... But there are those who believe that.


Influencia del público en las producciones de entretenimiento.

De una forma u otra, a lo largo de los años y dentro del universo de la que se considera una de las opciones más eficientes en lo que a entretenimiento se refiere, las producciones que llegan al público están influenciadas por lo que juzgan. Ya sea en películas, obras de teatro, series de televisión, pinturas, libros o fotografías... La opinión pública siempre ha sido importante, pero nunca tan popular como lo es hoy.

Tras la creación, popularización y democratización de Internet, todo tipo de contenido creado acaba teniendo que ser "aprobado" por la población masiva para convertirse en un gran éxito. En el pasado, todo se lanzaba de forma más independiente y sin contar a la opinión pública de forma más firme. Sin embargo, a lo largo de los años, todas las direcciones han cambiado y prestar atención a lo que quiere el público es el factor clave.

Hoy, la fuerza de voluntad y organización del público para presionar lo que quiere es tan fuerte que es capaz de cambiar todos los planes de un proyecto que ya está terminado. Una organización pública masiva puede aplaudir o destruir un proyecto en cuestión de horas y esto se ha vuelto cada vez más popular. Hay un lado bueno y un lado malo en este asunto porque ahora el público es el que reparte las cartas... Pero a veces, estas cartas también están muy mal.

Si por un lado el público tiene el poder de decidir lo que quiere ver, el consenso entre ellos es solo una ilusión. Entonces, la desventaja surge cuando una mayoría se impone mal a lo que quieren independientemente de lo que quieran los demás. Si bien existe una mayor libertad para influir en el destino de muchos proyectos, existe un problema de colectividad que no se respeta tanto como debería.

El poder público es fuerte. Ya sea para bien o para mal... La opinión de la gente nunca ha sido más importante y tan esencial como ahora. Ellos deciden el futuro del entretenimiento en todas y cada una de las direcciones, y cualquiera que no se ajuste a las "reglas" de lo que esta audiencia crea y define como "obligatorio", queda fuera del juego en un santiamén. Es una falsa sensación y una idea de democratización cultural que no existe... Pero hay quienes creen eso.


A influência do público nas produções de entretenimento.

De uma maneira ou de outra, ao longo dos anos e dentro do universo do que é considerado como uma das opções mais eficientes quando o assunto é entretenimento, as produções que chegam até o público são influenciadas pelo que eles julgam. Seja nos filmes, nas peças de teatro, nas séries de TV, nas pinturas, nos livros ou nas fotografias... A opinião do público sempre foi importante, mas nunca tão popular quanto atualmente.

Após a criação, popularização e democratização da internet, todos os tipos de conteúdos criados acabam tendo que ser "aprovados" pela população massiva para se tornar um grande sucesso. Antigamente, tudo era lançado de uma maneira mais independente e sem contar com a opinião do público de uma maneira mais firme. No entanto, com o passar dos anos, todas as direções foram mudando e prestar atenção no que o público quer é o fator chave.

Hoje, a força de vontade e a organização do público em estabelecer pressão em cima do que eles querem é tão forte que é capaz de mudar todos os planos de um projeto que já esteja completo. Uma organização massiva do público pode aclamar ou destruir um projeto em questão de horas e isso tem se tornado cada vez mais popular. Existe o lado bom e o lado ruim nessa questão porque agora quem dá as cartas é o público... Mas às vezes, essas cartas também são bem equivocadas.

Se por um lado o público tem o poder de decidir o que quer ver, o consenso entre eles é apenas uma ilusão. Então, o lado ruim surge quando uma maioria se impõe de maneira ruim sobre o que eles querem sem levar em consideração o que os outros querem. Ao mesmo tempo em que existe uma liberdade maior para influenciar no destino de muitos projetos, há uma questão de coletividade que não é tão respeitada quanto deveria ser.

O poder do público é forte. Seja para o bem ou para o mal... A opinião das pessoas nunca foi tão importante e tão essencial quanto agora. Eles decidem o futuro do entretenimento em todo e qualquer sentido, e quem não se adequar as "regras" do que esse público cria e define como "obrigação", está fora do jogo em um piscar de olhos. É uma falsa sensação e ideia de democratização cultural que não existe... Mas há quem acredite nisso.

Sort:  
 last month Reveal Comment
 last month Reveal Comment