STREAMING: The new future of movies?

in GEMS2 months ago (edited)

This publication was also written in SPANISH and PORTUGUESE.

CreativosBR

All types of art live through cycles and with the Seventh Art it would be no different. Projections point out that Cinema is going through a path of mandatory renovation due to the coronavirus pandemic. When I talk about renovations, I'm saying that things are gradually changing, to a new scenario.

Most movie theaters around the world remain closed and those in a few working countries are not showing new films and this is one of the main reasons that are changing the strategies of the big studios: the lack of financial return with the launch of new movies.

The few high budget movies (from major studios) that premiered during this pandemic period achieved a box office far below expectations, and this is making the studios choose to partner with streaming channels to show their new films, at least over the next year.

This is a possible trend that is here to stay, but I think it will not "shut down" the cinema. What I think will happen is that the premiere in cinemas and streaming channels will happen simultaneously, offering customers two easy and viable ways for them to have fun.

A small revolution is happening right before our eyes and I think this is a very important process of change. Although I am not an enthusiast of ideas that "replace" cinema in its more traditional "physical" form... It is necessary to keep in mind that, sooner or later, everything will be very different.


STREAMING: ¿El nuevo futuro de las películas?

Todos los tipos de arte viven a través de ciclos y con el Séptimo Arte no sería diferente. Las proyecciones apuntan a que el Cine atraviesa un camino de renovación obligatoria debido a la pandemia del coronavirus. Cuando hablo de renovaciones, estoy diciendo que las cosas están cambiando gradualmente, a un nuevo escenario.

La mayoría de las salas de cine de todo el mundo permanecen cerradas y las de algunos países de trabajo no proyectan nuevas películas y esta es una de las principales razones por las que están cambiando las estrategias de los grandes estudios: la falta de rentabilidad financiera con el lanzamiento de nuevas películas.

Las pocas películas de alto presupuesto (de los principales estudios) que se estrenaron durante este período pandémico lograron una taquilla muy por debajo de las expectativas, y esto está haciendo que los estudios elijan asociarse con canales de transmisión para mostrar sus nuevas películas. al menos durante el próximo año.

Esta es una posible tendencia que llegó para quedarse, pero creo que no "cerrará" el cine. Lo que creo que sucederá es que el estreno en cines y canales de transmisión ocurrirá simultáneamente, ofreciendo a los clientes dos formas fáciles y viables de divertirse.

Una pequeña revolución está ocurriendo ante nuestros ojos y creo que este es un proceso de cambio muy importante. Aunque no soy un entusiasta de las ideas que "sustituyen" al cine en su forma "física" más tradicional... Hay que tener en cuenta que, tarde o temprano, todo será muy diferente.


STREAMING: O novo futuro dos filmes?

Todo tipo de arte vive através de ciclos e com a Sétima Arte não seria diferente. As projeções apontam que o Cinema está atravessando um caminho de renovação obrigatória por causa da pandemia do coronavírus. Quando eu falo de renovações, eu estou dizendo que as coisas estão gradativamente mudando, para um novo cenário.

A grande parte das salas de cinema ao redor do mundo continuam fechadas e aquelas de alguns poucos países que estão funcionando, não estão exibindo novos filmes e esse é uma das principais razões que estão modificando as estratégias dos grandes estúdios: a falta de retorno financeiro com o lançamento de novos filmes.

Os poucos filmes (de grandes estúdios) com alto orçamento que estrearam durante esse período de pandemia conseguiram uma bilheteria muito abaixo do esperado, e isso está fazendo com que os estúdios optem por fazer parcerias com canais de streaming para à exibição de seus filmes inéditos, pelo menos ao longo do próximo ano.

Essa é uma possível tendência que chegou para ficar, mas eu acho que não irá "apagar" as salas de cinema. O que eu penso que irá acontecer é que as estreias nos cinemas e nos canais de streaming irão acontecer de forma simultânea, oferecendo aos clientes, dois caminhos fáceis e viáveis para que eles possam se divertir.

Uma pequena revolução está acontecendo bem diante dos nossos olhos e eu acho que esse é um processo de mudança muito importante. Embora eu não seja um entusiasta de ideias que "substituam" o cinema em sua forma "física" mais tradicional... É necessário ter em mente que, mais cedo ou mais tarde, tudo será bem muito diferente.

Sort: